Pular para o conteúdo principal

SURGE O NOVO ANTI-HERÓI DOS QUADRINHOS!

Hahaha. O título foi uma coisa de exibido mesmo. Se já notaram este quadrinho não foi feito por mim, e sim, pelo meu grande amigo Gabriel Renner...
O Homem Parasita ( o personagem da tira) é nada mais nada menos que ele próprio. O Verme, para quem o conhece, é aquele cara maluco das sacolas plásticas (apenas para dar um ar mais intelectual a sua pessoa) que todos amam, que fazia o zine VERMES DAS RUAS, mais conhecido como Macedusss...
E o Insekto, sou EU!!!
HAHAHA. agora posso competir com o Mickey.... virei personagem de história em quadrinhos...

Obrigadão Renner, grande abraço!

Esta tira foi publicada originalmente no jornal ABC de DOMINGO!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CUCKING STOOL - III

Cucking Stool- III


... O clichê é a alma do negócio! Tecer a ceda na mesma tecla é fazer da mentira uma verdade... "Lições preliminares de desobediência civil"

*
Sou acusado pelo lixo atômico que vegeta estas folhas... O que poderia dizer a respeito de toda esta merda? Nonsense? Quantas colheres de açucar você coloca em seu chá? Se é que você toma chá... Quantas bruxas foram queimadas por causa do livro vermelho de Mao? Acho que nenhuma!
Nonsense... Apenas a forma mais florida de burlar as leis da escrita medíocre universal, e ter a honra (pretensão ignorante, esta palavra "HONRA".) de escrever ainda mais mediocremente que os outros ardorosos Best-Sellers...
É algum tipo de vingança, algo que vem de berço, do berço da velha Alexandria... Pergaminhos e papiros amarelados corrompem a mentira que eles chamam de verdade... Ainda volto a tocar no mesmo assunto... "A alegoria da caverna", Platão, só ele para escrever um diálogo entre Sócrates e Glauco... Mas o que t…

Submarino Nuclear Russo - Doutor insekto

Submarino Nuclear Russo
Netuno abre seu largo sorriso espumando botos, e revelando baleias enquanto a pesada máquina morte emerge dos corais sua carcaça de escamas enferrujadas e cardumes perfilados em marcha serrada, onde desaba como pluma sobre o suspiro da brânquia escotilha, o pelicano faminto a devorar sua preza.

Luiz Gustavo Vargas * Doutor Insekto